Destaques

 

 

UDEMO | 28/02/18 10:08 | Atualizado em 9/03/18 12:21


PLCs na ALESP

Colega,

A votação dos projetos de reajuste salarial na ALESP está “enroscada”. De um modo geral, a análise que os deputados fazem é que todos os projetos são ruins; conseguiu-se desagradar a todo o funcionalismo público. Há um embate sério e grave com a Polícia Militar. Alguns projetos são piores, como é o caso do PLC Nº 01/18, que trata do reajuste do Magistério. Este, além de ruim quanto ao percentual de reajuste, ainda traz um problema legal e jurídico grave: atenta contra a Carreira do Magistério. Por essas razões, não há consenso entre os deputados, para votarem os projetos, e nem acordo entre eles e o Palácio dos Bandeirantes, para que os projetos sejam alterados ou corrigidos. Pelo que se pode perceber no Colégio de Líderes e no Congresso de Comissões, há muita polêmica e insatisfação entre os deputados. Chega-se a verbalizar que a aprovação do PLC Nº 01/18, nos termos em que está, será um desserviço ao próprio Governador do Estado, tantos serão os problemas que virão, em seguida.

O primeiro deles será a grande quantidade de Mandados de Segurança contra o Governo; o segundo – e o pior – será o ambiente negativo criado nas escolas e Diretorias de Ensino, com um descontentamento geral de Diretores e Supervisores, pela quebra da Carreira, e pelos professores, pelo reajuste tão baixo – quase insignificante.

Por tudo isso, acredita-se que a disputa na ALESP ainda vai longe, com a própria base governista tentando um acordo com o Governador do Estado. O problema é que o “núcleo duro” do Governo (Planejamento) insiste em não alterar nada.

Então, colegas, a nossa mobilização deve continuar. O contato – se possível pessoal – com os Deputados é extremamente importante !

Mantenha a sua região mobilizada!

Saudações,
Udemo Central.


 

 

 

 
Filie-se à Udemo
Decálogo
 
 
 
 
 
 
Parceria UMC