Busque em nosso site

Siga-nos no Twitter

 

 

Texto da Semana

19/12/2016 a 26/12/2016

Dezenas de milhões de pessoas consomem produtos sem glúten, embora os celíacos representem apenas 1% da população, o que comprova a tese de que muitas pessoas, em vez de usarem informações com base científica ao tomas suas decisões à mesa, agem como fiéis religiosos. (A. Levinovitz)

12/12/2016 a 19/12/2016

Dizer que alimentos orgânicos ajudam a prevenir o câncer é um mantra religioso. Essa afirmação remonta à ideia de que, em um passado distante, quando tudo era natural, todo mundo era saudável. Mas isso não é verdade. (A. Levinovitz)

05/12/2016 a 12/12/2016

A história humana é a guerra. Exceto por breves e precários intervalos, nunca houve paz; bem antes de a história começar, o conflito assassino era universal e interminável. (W. Churchill)

28/11/2016 a 05/12/2016

Os bens que conquistamos (roubando ou não, tanto faz) não estabelecem nenhum "ser", apenas alimentam, por um instante, um olhar que gratificaria nossa vaidade. (C. Calligaris)

21/11/2016 a 28/11/2016

A história humana é a guerra. Exceto por breves e precários intervalos, nunca houve paz; bem antes de a história começar, o conflito assassino era universal e interminável. (W. Churchill)

14/11/2016 a 21/11/2016

Você se queixa da falta de segurança nas ruas brasileiras? Se uma viatura não basta para que baixe o volume de uma festa ostentada, é que a polícia, aqui, não tem autoridade alguma. (C. Calligaris)

07/11/2016 a 14/11/2016

A riqueza moderna se confunde com sua ostentação: não adianta ser rico sem suscitar a inveja dos outros. A mesma coisa vale para os sinais aparentes de felicidade: o que adianta fazer a festa sem os outros me invejarem? (C. Calligaris)

31/10/2016 a 07/11/2016

É provável que a cobiça e a vaidade cresçam com o "ter". Ou seja, é bem possível que a tentação do crime seja maior para quem tem mais do que para quem tem menos. (C. Calligaris)

24/10/2016 a 31/10/2016

Os bens que conquistamos (roubando ou não, tanto faz) não estabelecem nenhum "ser", apenas alimentam, por um instante, um olhar que gratificaria nossa vaidade. (C. Calligaris)

17/10/2016 a 24/10/2016

Em outras palavras, os bens que desejamos são indiferentes; o que importa é o reconhecimento que esperamos receber graças a eles. Por consequência, nenhum bem pode nos satisfazer, e a insatisfação é parte integrante de nosso modelo cultural. (C. Calligaris)

10/10/2016 a 17/10/2016

O combustível de uma sociedade do "ter" é uma mistura de cobiça com vaidade. Por cobiça, preferimos os bens materiais a nossas eventuais virtudes, mas essa cobiça está a serviço da vaidade. (C. Calligaris)

03/10/2016 a 10/10/2016

Numa espécie hipersocial como é a humana, reputação é a chave para quase tudo. A própria riqueza tem valor apenas instrumental, como um meio de fazer propaganda de si mesmo: se consigo acumular muito dinheiro, é porque sou melhor que os outros. (H. Schwartsman)

26/09/2016 a 03/10/2016

Por detrás da alegria e do riso, pode haver uma natureza vulgar, dura e insensível. Mas por detrás do sofrimento, há sempre sofrimento. Ao contrário do prazer, a dor não usa máscara. (Oscar Wilde)

19/09/2016 a 26/09/2016

Ninguém quer deveres, só direitos. Mas são os deveres que sustentam a formação de vínculos; os direitos apenas geram demandas, por isso servem para políticos e embusteiros. (L. F. Pondé)

12/09/2016 a 19/09/2016

Cresci numa época em que a morte era temida, a finitude da vida incomodava a todos, mas ser velho era um valor; a esperança e o dever dos jovens era envelhecer, sem demora. (C. Calligaris)

05/09/2016 a 12/09/2016

Terminou o tempo em que a criança se esforçava para ganhar a apreciação dos adultos, e começou o tempo em que os adultos se esforçam para ganhar o amor das crianças. Sumiu assim o incentivo para a criança crescer, enquanto "voltar a ser criança" parece ser o grande desejo dos adultos de férias. (C. Calligaris)

29/08/2016 a 05/09/2016

Décadas de pesquisas sobre o que faz com que pessoas se sintam atraídas uma pela outra e as mantém juntas mostram que a religião é importante. De acordo com um estudo de 2011, de John Alford e colaboradores, pertencer à mesma igreja é o fator mais relevante, seguido por preferências ideológicas e hábitos etílicos. (H. Schwartsman)

22/08/2016 a 29/08/2016

Uma criatura manipuladora, narcísica, com traços de megalomania e uma capacidade nula para suportar a frustração é o perfeito monstrinho que, no lugar certo e na hora certa, é uma arma de destruição maciça. (J. P. Coutinho)

15/08/2016 a 22/08/2016

É que tem mais chão nos meus olhos do que cansaço nas minhas pernas, mais esperança nos meus passos do que tristeza nos meus ombros, mais estrada no meu coração do que medo na minha cabeça. (Cora Coralina)

08/08/2016 a 15/08/2016

A educação é responsabilidade dos pais ou da escola ? De ambos. Os pais não podem terceirizar a educação e a escola não pode se esquivar do seu papel nesse processo. A escola deve ser um complemento à educação familiar. (A. Cury)

01/08/2016 a 08/08/2016

Se metade do orçamento dos gastos militares do mundo fosse investido na educação, os generais se tornariam jardineiros; os policiais, poetas; os psiquiatras, músicos. A violência, a fome, o medo, o terrorismo e os problemas emocionais estariam nas páginas do dicionário e não nas páginas da vida. (A. Cury)

25/07/16 a 01/08/16

No escândalo da Petrobras, o dinheiro virou uma abstração. Vários zeros surgem de repente à direita de um número, e ninguém se espanta. Certas notícias têm de ser lidas duas vezes para se saber se estão falando de milhões ou bilhões, de dólares ou reais. E, quando se estoura um escritório, o dinheiro vivo encontrado nas gavetas só pode ser contado por uma máquina bancária. Enquanto isso, as verbas para a educação, a saúde e a segurança sofrem cortes cruéis. (Ruy Castro)

18/07/16 a 25/07/16

A ideologia faz mal à saúde. Alguns pais deixam de mandar vacinar seus filhos, colocando suas convicções ideológicas e religiosas, que têm muito mais de emocional que de racional, à frente de sólidas evidências científicas. Pior, sua obstinação faz com que ponham em risco não só seus próprios filhos como também terceiros. (H. Schwartsman)

04/07/16 a 18/07/16

Ondas de manifestações têm lugar não quando as pessoas simplesmente estão infelizes com um elemento de sua realidade mas sim quando há um grande descompasso entre o que esperam e o que lhes é entregue. (H. Schwartsman)

27/06/16 a 04/07/16

Fazer o luto não significa esquecer. Ao contrário, fazer o luto significa se lembrar do que perdemos. As pessoas de quem gostamos, e que morrem, continuam na nossa vida. (C. Calligaris)

20/06/16 a 27/06/16

Nossa cultura é ameaçada por este destino: ela tem, ao mesmo tempo, um repertório fantástico de ideias e uma grande timidez na hora de defendê-las --até porque uma dessas ideias é que cada um deve ser livre de pensar como quer. (C. Calligaris)

13/06/16 a 20/06/16

Tive uma infância de príncipe. Passei longas horas na rua, sem supervisão parental, a fazer coisas que não lembram ao diabo. Isso na cidade. No campo, o cardápio era melhor: torturava bichos, primos, vizinhos. Parti o braço (uma vez) e o pulso (idem). Tudo porque teimava em subir nas árvores, como um Tarzan de nove anos. Na minha infância, as únicas medalhas que colecionei são as cicatrizes que trago no corpo. Não as troco por nada.(J. P. Coutinho)

06/06/16 a 13/06/16

Tive uma infância de príncipe. Passei longas horas na rua, sem supervisão parental, a fazer coisas que não lembram ao diabo. Isso na cidade. No campo, o cardápio era melhor: torturava bichos, primos, vizinhos. Parti o braço (uma vez) e o pulso (idem). Tudo porque teimava em subir nas árvores, como um Tarzan de nove anos. Na minha infância, as únicas medalhas que colecionei são as cicatrizes que trago no corpo. Não as troco por nada.(J. P. Coutinho)

30/05/16 a 06/06/16

Não, não é possível um mundo melhor porque algumas coisas não mudam, como o caráter humano, suas mentiras e vaidades, sua violência, mesmo que travestida de civilidade, nossas inseguranças, nossa miséria física e mental, nossa hipocrisia. Nossas ambivalências sem cura. Os valores são incomensuráveis. Você até pode achar que na vida vale mais a pena "ser" do que "ter", mas isso pode ser apenas um modo infantil de ver as coisas: não há "ser" sem o "ter" que sustenta tudo. (L. F. Pondé)

23/05/16 a 30/05/16

O mundo melhor parece ser aquele no qual as pessoas podem errar, pedir perdão e ser perdoadas. Um mundo melhor não é um mundo sem violência ou ambivalência, mas um mundo onde existe o perdão. (L. F. Pondé)

16/05/16 a 23/05/16

Qualquer resultado de prova que você utilize vai ter uma forte relação com a questão socioeconômica. Uma opção mais adequada seria a definição de padrões mínimos de qualidade, como número de alunos por turma e infraestrutura das escolas. (Paula Louzano)

09/05/16 a 16/05/16

Os professores ganham tão mal que são obrigados a ensinar em vários colégios, quando não mudam de profissão para poder sustentar a família. Os alunos concluem o ensino fundamental mal sabendo ler e escrever. (Ferreira Gullar)

02/05/16 a 09/05/16

Penas de privação de liberdade são uma forma bem pouco racional de punir criminosos, mas continuamos a aplicá-las porque ainda não encontramos coisa muito melhor para usar em seu lugar. (H. Schwartsman)

25/04/16 a 02/05/16

É graça divina começar bem. Graça maior é persistir na caminhada certa. Mas a graça das graças é não desistir nunca. (D. Hélder Câmara)

18/04/16 a 25/04/16

O importante não é o que fazem conosco, mas o que fazemos, com o que fazem de nós. (J.P. Sartre)

11/04/16 a 18/04/16

Vale aqui o princípio geral de que devemos desconfiar das exclusividades. Sempre que um grupo ganha o direito de fazer algo em caráter monopolístico, o mais provável é que a sociedade esteja perdendo. (Hélio Schwartsman)

04/03/16 a 11/04/16

Há muitos ateus que têm mais compaixão pelos outros, pelos pobres e marginalizados, do que aqueles que frequentam igrejas. (Pastor Rob Bell)

28/03/16 a 04/04/16

Podemos usar o carro para ir ao encontro de amigos; ou podemos dirigir sozinhos pelas ruas da cidade. Ou podemos usar o carro para atropelar alguém. O mesmo carro, três atitudes distintas. (John Cacioppo)

21/03/16 a 28/03/16

Estudo recente, do Laboratório de Neurociência Cognitiva do Hospital Infantil de Boston (EUA), comprovou que crianças que estudavam música (de qualidade, com melodia, harmonia e ritmo) pareceram mais aptos a reter e processar informações, resolver problemas, relacionar-se com os outros e desenvolver a atenção, a concentração e a capacidade motora. Ou seja, levaram vantagem nos testes de funções cognitivas, atividade cerebral e outros.

14/03/16 a 21/03/16

Nada pode ser mais ilustrativo da forma como as finanças públicas são conduzidas (no Brasil) do que os estádios superfaturados e a discricionariedade de como um político determina que um banco federal coloque R$ 1 bilhão para construir um estádio do nada. (Gustavo Franco)

07/03/16 a 14/03/16

Nada pode ser mais ilustrativo da forma como as finanças públicas são conduzidas (no Brasil) do que os estádios superfaturados e a discricionariedade de como um político determina que um banco federal coloque R$ 1 bilhão para construir um estádio do nada. (Gustavo Franco)

29/02/16 a 07/03/16

O cérebro é uma máquina de gerar crenças. Elas vêm em primeiro lugar; é só em seguida que elaboramos as explicações que as justificam. E, uma vez que as crenças estão formadas, o cérebro passa a procurar por evidências que as confirmem, desprezando as que as desmintam. Isso significa que, muitas vezes, nenhum nível de novas evidências fará um cientista desistir de um modelo no qual tenha um alto investimento emocional. (Michael Shermer)

22/02/16 a 29/02/16

A campanha contra o fumo, no formato que temos hoje, é uma herança da Alemanha nazista. Isso é o que mostra um estudo feito por Robert N. Proctor no seu livro “The Nazi War on Cancer" (a guerra nazista contra o câncer). A propaganda que hoje domina essa luta, no estilo e no tom (o fumante como ser infecto; o culto do físico perfeito; etc.) foi uma moda iniciada pela Alemanha nazista, 80 anos atrás. (J. P. Coutinho)

15/02/16 a 22/02/16

Um estudo recente do Reino Unido mostra que sempre que a Inglaterra joga, a violência doméstica aumenta. Nas derrotas, há um crescimento de 38% na violência entre o casal; em caso de vitória, o crescimento é de 26%. Mas a conclusão é unívoca: futebol traz violência dentro de casa. E nem sequer discrimina sexualmente: eles batem nelas, sim; mas elas também batem neles. (J. P. Coutinho )

01/02/16 a 15/02/16

Um estudo recente do Reino Unido mostra que sempre que a Inglaterra joga, a violência doméstica aumenta. Nas derrotas, há um crescimento de 38% na violência entre o casal; em caso de vitória, o crescimento é de 26%. Mas a conclusão é unívoca: futebol traz violência dentro de casa. E nem sequer discrimina sexualmente: eles batem nelas, sim; mas elas também batem neles. (J. P. Coutinho )

26/01/16 a 01/02/16

O instinto de liberdade do homem é invencível. Pode ser reprimido, mas existe. O homem condenado à escravidão se converte em escravo por necessidade, não por natureza. A aspiração do homem à liberdade é invencível: pode ser sufocada mas não aniquilada. O homem não renuncia à liberdade por vontade própria. (Vassily Grossman)

18/01/16 a 26/01/16

Se há uma ideia que militantes de causas variadas deveriam abandonar com urgência, é a noção de que o direito penal se presta ao aperfeiçoamento da humanidade. Em qualquer caso, deveríamos utilizá-lo só como último recurso, quando tudo o mais se revela inútil. (H. Schwartsman)

11/01/16 a 18/01/16

Análises inconsequentes têm sido responsáveis por desqualificar um dos principais sujeitos do processo de aprendizagem, o professor. No entanto, segundos estudos científicos, instalações de ensino equipadas com bibliotecas e laboratório, educação integral, recursos didáticos diversificados, boa formação inicial e continuada de professores, salários que tornem a carreira docente atraentes para os estudantes universitários com melhor desempenho são, sim, fatores que impactam a aprendizagem. (M. A. Setúbal)

04/01/16 a 11/01/16

O governo cobra impostos sobre o consumo do cigarro, beneficiando os cofres do Estado com um vício que publicamente condena. A hipocrisia do gesto fura os olhos de qualquer um: sob a capa da virtude, o governo rejeita os pulmões dos fumantes mas não o dinheiro deles. (J. P. Coutinho)

Textos publicados em 2015.

Textos publicados em 2014.

Textos publicados em 2013.

Textos publicados em 2012.

Textos publicados em 2011.

Textos publicados em 2010.